Consultório sentimental
Consultório sentimental sobre o amor...

22 Janeiro 2012

Caro Dr. Coração:



Sou casado há 16 anos so q tive uma mulher fora a 5 anos e agora  terminamos. ela vive saindo e isso esta a fazer-me sofrer... tentei  chama-la pra sair ela nem respondeu.

A minha  esposa nao sabe nada,mas tento esquentar meu casamento mas a minha esposa e muito fria. Choro de saber q minha ex amante pode esta com  outra pessoa. o q faço?

                                                         
                                                                                                     Patrício

Caro Patrício:

Tu tens de seguir com a tua vida e procurar ser feliz com a tua mulher. A tua antiga amante decidiu seguir com a sua vida, pois percebeu que nunca seria feliz, se continuasse a esperar por ti. Uma vez que tu não tinhas intenções de deixar a tua mulher, ela decidiu encontrar alguém com quem pudesse ser feliz.

Caso aches que não voltarás a ser feliz com a tua mulher, deverás acabar as coisas com ela.
Talvez assim, poderás ter uma hipótese com a tua antiga amante, caso ela se  aperceba que tu gostas mesmo dela e que estás disposto a deixar a tua mulher.

A decisão cabe  apenas a ti.

 

                                                                                                       Dr. Coração

publicado por Dr. Coração às 11:52

08 Dezembro 2010

Caro Dr. Coração:
 

Tenho 24 anos, sou casada e tenho uma filha pequena. Estou casada há 5 anos e apaixonei-me por um professor de filosofia da universidade onde meu marido estuda. O problema é que ele também é casado (há 17 anos) é dez anos mais velho que eu e para completar o meu marido é seu ex-aluno. Não contive minha paixão e declarei-me para ele. Ele está me correspondendo nas carícias, dá-me atenção, telefona-me, manda-me e-mails carinhosos e disse que não fará nenhum esforço para não se apaixonar por mim. Mas ele não está apaixonado como eu. Preciso muito de uma explicação para isso. Sofro de alguma carência afetiva? Será que essa paixão dilacerante tem haver com algo da minha infância? Ou eu não me amo o suficiente e procuro espelhar-me em outras pessoas?

                                                               Anónima, 24 anos
 

Cara Anónima:

Parece-me claro que a relação que tens com esse professor não tem futuro. E tu própria, sabes no teu íntimo que isso é verdade. Sabes que tu és a amante dele, e que ele nunca sairia do casamento dele para estar contigo. Parece-me que tu tens de reflectir um pouco sobre o teu casamento e mais importante do que isso, sobre a tua auto-estima. Parece-me que procuras algo fora do teu casamento que te faça sentir mais realizada ou mais desejada por outra pessoa, algo que não consegues encontrar com o teu marido. A única forma de resolver esta situação será falar com o teu marido e tentar resolver os vossos problemas. Isto não tem só a ver contigo, pois num casamento, há culpa de ambas as partes quando as coisas não correm bem. Mas se tu não falares com o teu marido, vocês nunca irão resolver os vossos problemas e tu irás sempre continuar a procurar algo junto de outra pessoa. E nunca ficarás satisfeita. Espero que penses no que te disse.

                                                                     Dr. Coração

publicado por Dr. Coracao às 12:39

10 Novembro 2010

Caro Dr. Coração:


Sou casada há 14 anos. Há 20 anos conheci um homem com quem vivi um amor de 2 anos acabou por problemas relacionados com excessos de ciumes. Todos estes anos vivi de recordações , e nunca o perdi a esperança de o voltar a encontrar. Culpo-me por nunca ter amado o meu marido que está longe de ser um homen ideal, mas é e sempre será um companheiro do dia a dia.
 

Vivo diariamente de recordaçoes e lembranças que me trazem muinta solidão e dor, mas já la vao 18 anos. Como me livrar-me disto ? Se não consigo ! E nem o tempo se encarregou  de levar este amor que não consigo esquecer  e desejao encontrar um dia. Mas tremo de ansiedade e medo só de pensar qual a minha reacção se algum dia o encontrar.

 

                                                                           Tily, 38 anos

 

Cara Tily:

 

Encontras-te numa situação muito complicada, pois estás presa ao passado e a uma relação que já terminou há muito tempo. Tu sofreste muito quando a relação terminou e acabaste por encontrar outro homem que te ajudou a superar a dor. Mas tu nunca amaste o teu marido como o outro homem que não esqueceste. E por isso continuas sempre na esperança de ter uma vida melhor com esse homem.

Não é fácil, mas tens de continuar a tua vida. Tu dizes que o tempo não te ajudou a esquecer. Mas o tempo só ajuda, se estiveres mesmo interessada em esquecê-lo, o que não me pareceu que fosse o caso. Por isso, a única forma de viveres a tua vida, será mesmo deixar de pensar no passado e num eventual futuro que poderias ter. Caso contrário, tu irás sempre viver no estado em que tens estado nos últimos anos.

 

                                                                          Dr. Coração

 

publicado por Dr. Coração às 18:59

23 Setembro 2010

Caro Dr. Coração:

Estou casada ha catorze anos, amo muito o meu marido e sei o quanto represento na sua vida,sou o seu porto seguro. Só que as coisas mudaram um pouco... aquele amor e paixão dos primeiros anos esta  tomando outro aspecto - o companheirismo.

De momento estou sem trabalhar o que faz crescer a minha ansiedade e o peso, estou ficando gorda e me chateio por tudo mas este ano pretendo voltar a trabalhar. Actualmente me dedico à minha filha, o meu esposo as vezes se torna egoista quando digo que vou visitar a minha familia que mora noutra cidade distante.

Ele tem 3 filhos adultos frutos do seu primeiro casamento e a ex ate hoje nao se conforma com a separacao muito menos com a nossa uniao. Ele foram casados durante 21 anos.

O que devo fazer, o que me aconselha?

 

                                                                           Maria

 

Cara Maria:

 

Todas as relações mudam com o tempo. E no teu caso, foi o que aconteceu com o teu casamento. No início, estavam ambos apaixonados e atraídos fisicamente, mas com o tempo, essa paixão foi-se desvanecendo. Essa é uma situação perfeitamente normal que acontece muitas vezes. O importante é que são ambos bons amigos e gostam da vossa filha. Mas tu tens algum receio de que algo aconteça convosco semelhante ao que aconteceu no primeiro casamento dele. Para isso, deves tentar animar um pouco o vosso casamento, para não ser demasiado rotineiro e a paixão voltar novamente. Deves falar com o teu marido sobre esta situação e tentar arranjar uma solução em conjunto. Mas se os dois gostam um do outro, estarão disposto a fazer algumas mudanças para a paixão que antes existiu não desaparecer para a frente.

 

                                                                    Dr. Coração

publicado por Dr. Coração às 00:16

10 Setembro 2010

 

Caro Dr. Coração:

 

Estou a ter serios problemas com meu marido por causa da familia dele. Ele é um optimo marido mas sua familia está insuportável. O que devo fazer?

 

                                                                         Anónima

 

Cara Anónima:

 

Estás numa situação algo complicada, pois apesar de estar tudo a correr bem como teu marido, a relação com a família dele não está nada fácil. A única forma desta situação não afectar o teu casamento é falar com o teu marido sobre o que está a acontecer, por forma a tentar encontrar um entendimento entre todos, para evitar que o teu marido tenha que fazer escolhas, o que iria magoar sempre alguém. Tu tens de estar preparada para fazer um compromisso para que as relações com a família do teu marido se resolvam, pois apesar de a curto prazo esta situação não estar a afectar o teu marido, nunca se sabe se as coisas poderão ficar mais difíceis no futuro com ele por causa desta situação. Espero que as coisas corram bem.

 

                                                                        Dr. Coração

publicado por Dr. Coração às 22:11

05 Setembro 2010

Caro Dr. Coração:

O meu marido está decidido a separar-se. O que eu faço para não deixar que isso aconteça?


                                                                        Vivi

Cara Vivi:

 

Para uma relação ter sucesso é necessário que ambos os parceiros estejam dispostos a esforçar-se para resolver os problemas que surjem com o tempo. Se uma das pessoas não está interessada em fazer esse esforço, a relação está condenada ao insucesso. Pode não ser a curto prazo, mas a longo prazo isso acontecerá. Por isso, se o teu marido está mesmo disposto a separar-se, não tens grande hipótese senão aceitar a decisão dele. Podes tentar conversar com ele e dizer-lhe que estás disposta a fazer tudo para resolver os vossos problemas, mas não me parece que tenhas grande êxito, pois ele está decidido a continuar tua vida. Não é fácil, mas infelizmente não podemos obrigar ninguém a gostar de nós. Espero que as coisas corram pelo melhor.

 

                                                                        Dr. Coração

publicado por Dr. Coração às 21:55

30 Agosto 2010

 

Caro Dr. Coração:

 

Sou uma mulher destruída pois ao fim de 25 anos de casamento, o meu ex-marido começou a atribuir-me defeitos, a inventar conflitos... Até que ao fim de 3 anos apareceu com uma brasileira e com ela casou. Hoje já vivo com um companheiro, mas não consigo esquecer meu marido e tenho horror à solidão. Sou tão infeliz! Que devo fazer?

 

                                                                              Anónima

 

Cara Anónima:

 

Tu tens de continuar com a tua vida e deixar de pensar no passado que tiveste com o teu ex-marido. Ele já seguiu em frente com a sua vida e tu tens de fazer o mesmo sob o risco de continuares infeliz. Ele já encontrou alguém com quem viver o resto da sua vida e tu tens de seguir-lhe os passos. As relações mudam com o tempo, bem como os sentimentos e foi isso que aconteceu com o teu marido. Enquanto não te consciencializares disso, tu irás continuar sempre a pensar o que aconteceu de mal na relação anterior e não te irás dedicar de corpo e alma à tua relação actual. Para encontrares novamente a alegria, deverás pensar no futuro e não no passado. Mas a decisão é toda tua.

 

                                                                         Dr. Coração

publicado por Dr. Coração às 22:54

31 Julho 2010

Caro Dr. Coração:


Nao sei que se passa na minha vida. O meu marido mudou muito de há 9 meses para ca. Tenho em casa um hospede e nao um marido. Desautoriza-me perante os filhos despreza-me e quase nao falamos.

O problema e que eu quero me divorciar so que tenho uma loja e casa tudo junto que comprei com empretimo ao banco  e ele quer que eu lhe de metade do valor da casa. e diz que tambem vai ficar com os filhos. Ele faz-lhes a vontade a tudo e eles como e logico vao querer ficar com o pai eles. Ao que eu nao me imagino a viver sem eles. O que faço à minha vida?

                                                                            Anónima                                           
 

Cara Anónima:

Tu estás numa situação difícil, pois terás de escolher entre viver num casamento que já não existe, ou arriscar ficar sem os teus filhos e a tua loja. A única forma de resolveres a situação será mesmo falar com o teu marido e negociar uma solução em que ambos consigam ganhar alguma coisa com a separação. Não faz sentido continuar num casamento em que tu estás profundamente infeliz e em que os dois já não querem estar um com o outro. Os dois terão de discutir os termos da vossa separação. Nenhum irá ter totalmente o que desejava e ambos terão de abdicar de algumas das vossas intenções. Mas se tu não te imaginas a viver sem os teus filhos então essa deverá ser umas das prioridades na tua negociação com o teu marido. Espero que tudo corra bem.

                                                                          Dr. Coração

publicado por Dr. Coração às 21:10

25 Abril 2010

Caro Dr. Coração:

 

 Eu conheci uma rapariga que dormia com um amigo meu, através dele. Um dia ela discutiu com a tia com quem morava, que tentou força-la a voltar para a cidade onde moravam os seus pais. Ela ligou desesperada p/ o meu amigo que a convenceu de que ela ñ precisava ir pq tinha um amigo que morava só e que podia aceitá-la lá, e esse amigo era eu. Na mesma noite ele me ligou e explicou a situação dela, e eu disse a ele que ñ tinha problemas de ela ir morar comigo, mesmo pq eu sempre achei-a uma gatinha, e eu acabei concordando. (...) Um dia ele levou-a para a minha casa, mas já era noite e eu eu já estava de saída p/ uma festa... então eu disse a ela p/ ficar a vontade p/ arrumar suas coisas, pq eu já estava saindo (...) só que como eles já tinham curtido antes, acabaram aproveitando o momento e dormiram mais uma vez e na minha cama, depois ele me contou e nem fiquei zangado pois eu não gostava dela na altura.

 

Acontece que nós dormíamos juntos na mesma cama depois de uns 2 dias eu tb dormi com ela e comecei a gostar dela, mas eu percebí que eu ñ conseguia confiar nela e ainda ñ consigo, pq ela sempre estava com a agenda dela cheia de nº de telemóveis de homens e eu comecei a sentir fortes ciúmes. Então começaram as nossas 1º discussões e conforme os dias íam se passando eu ficava mais desconfiado ainda, pq ela ia muito p/ o sítio onde morava antes. Nós já estamos juntos ha 3 meses e ha 4 dias atrás eu pedí p/ me casar com ela e ela aceitou. Há 2 dois dias depois descobrí no meio das coisas dela uma lista dos homens com quem ela já tinha dormido (...) e o que mais me partiu o coração foi que depois de mim, tinha mais homens na lista. Esperando que ela chegasse do trabalho impaciente (...) quando ela chegou, eu a encostei na parede e perguntei de quem eram os nº que eu encontrei na agenda dela e ela disse que eram só os amigos dela, então eu perguntei se ela tinha dormido com alguns daqueles homens(...) ela mentiu-me. Eu sou muito romantico e carinhoso talvez seja esse meu maior erro, por ser assim gosto de ser retribuído e ela só faz o mesmo quando eu a encosto na parede, quando eu pergunto dela se ela gosta de mim. mas eu queria que ela fizesse isso por vontade própria o que ñ acontece. a verdade é que ela ñ gosta de mim eu percebo isso e sabendo disso ñ consigo me conformar em saber que ela ñ gosta de mim e assim confesso que a sufoco com isso, o problema é que eu ñ sei viver sem ela e estou completamente apaixonado.(...)

 

No outro dia, sem que ela me pedisse desculpas pelo que fez, como sempre ñ pede mesmo, aconteceu que eu mesmo voltei a falar com ela, pq eu ñ aguentei ficar mais um dia sem fazer amor com ela e ao invés de ela aproveitar o momento e me pedir desculpas pelo que fez, ela simplesmente dormiu mais uma vez comigo como se nada tivesse acontecido. eu esperava mais dela, mas infelizmente estou apaixonado por ela.(...) Se eu tivesse forças pediria a ela que fosse embora e me deixasse viver sem ela que assim seria mais feliz, pois viveria sem sofrer. Essa é minha intenção mas eu não consigo tomar nem uma atitude em relação a isso, estou cego e aqui peço ajuda. Será que posso fazer com que ela deixe de ser assim e continuo com ela ou será que é melhor esquecer-la e tentar a sorte com outra?(...) Eu penso: se ela já faz isso agora que o relacionamento é intenso, ainda estamos nos conhecendo,imagine quando nos casarmos, ela fará pior, já que vai estar acostumada a saber que quando ela erra eu perdoo. Como eu disse: se eu pudesse ñ me arriscaria a casar-se com ela, ñ posso pq ñ tenho forças, pois estou completamente cego por ela e já que eu a quero tanto e ñ consigo tomar uma atitude de manda-la embora da minha vida por estar apaixonado. quero que diga-me o que fazer p/ ela gostar de mim, é tudo o que eu mais quero nessa vida. O que devo fazer? Acabar tudo ou tentar fazer com que ela mude.. Não sei mais o que dizer....

 

Roger

 

Caro Roger:

 

Por mais difícil que te custe, acho que só tens uma solução. Acabar a relação com essa rapariga e continuar em frente com a tua vida. Tu no íntimo, sabes que ela não gosta tanto de ti como tu a amas. Ela já te traiu várias vezes e tenho a certeza de que ela o continuará a fazer, mesmo que case contigo. Se tu não queres sofrer mais, então tens de acabar tudo. Ela vai tentar aproveitar os sentimentos que tens por ela e o facto de quereres ter sexo com ela para tentar convencer-te do contrário. Mas tens de ser forte e pensar se queres viver uma vida infeliz, numa relação onde não confies na tua mulher e passarás os dias todos a pensar se ela te continua a enganar. Mais vale acabar já com a relação. Mas a decisão é tua. Só te peço que penses nas minhas palavras e que reflictas mais com a razão do que com o coração.

 

Dr. Coração

publicado por Dr. Coração às 22:11

07 Setembro 2009

 

Caro Dr. Coração:


Estou com um rapaz há 6 anos, e há 4 meses que estou noiva, mas ele não fala de casamento, estou preocupada, ele é advogado e ele trabalha com uma rapariga que também é advogada ela é solteira

Será que ela gosta dele, ou ele dela? Será que ele gosta de mim ou está me enganando. Por favor ajuda-me.

 

                                                                                      Anónima

 

Cara Anónima:

 

Denota uma grande insegurança da tua parte, pois apesar de vocês estarem juntos há tanto tempo, ainda tens dúvidas sobre os reais sentimentos do teu noivo por ti. Parece-me que tu achas que tens motivos para pensar que ele possa gostar de outra pessoa e por isso, tu ficas muito insegura quanto a ele. Isso também faz com que tu tenhas ciúmes dessa rapariga que trabalha com ele. Mas o que é importante, é saber o que realmente ele quer da vossa vida. Por isso, deverás falar com ele e perguntar quando é que os dois vão casar. Não deverás pressioná-lo nem dizer que estás com ciúmes da outra rapariga. O que interessa é saber se passando este tempo, ele está a ter dúvidas sobre vocês os dois ou não. Infelizmente, com o tempo, as relações podem tornar-se um pouco monótonas e o cansaço também começa a acumular. Mas também os sentimentos podem mudar com o tempo. Por isso é que te recomendo a ter a tal conversa com ele. Espero que penses no que te disse.

 

                                                                                  Dr. Coração

publicado por Dr. Coração às 17:15

Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar
 
Enviar Carta

Para enviar uma carta clica no botão seguinte:

 

Enviar carta

 

 

Ou envia para:

drcoracao@drcoracao.com

blogs SAPO